• Silvia Gonçalves, bibliotecária e facilitadora de processos informacionais

Sementes da memória!

Atualizado: 11 de jan.




Uma experiencia incrível, cheia de vontade de voltar no tempo e viver de novo tudo aquilo que valeu a pena no passado.


Ao visitar a casa da minha infância, após uma meditação, lembrei do cheiro suave da pele da minha mãe e do quanto meus pais eram corretos, dignos e trabalhadores. Foi então que ressaltei a importância em minha vida de saber dosar maciez perfumada e ternura com determinação, coragem e bravura que, ao fim do dia, se resumem num líquido salgado que escorre pelo rosto.


Vários sorrisos brotaram dos meus lábios ao lembrar do meu primeiro amigo de quatro patas, que disputou e ganhou de todos os outros, inclusive dos imaginários, longos momentos da minha atenção. Este anjo, que era bem pretinho, tornou minha vida muito divertida.


Visitar o passado, sem ressentimentos, é algo que deve se tornar um hábito. As recordações podem nos refazer. Podemos colher sementes para serem plantadas e colhidas no presente e no futuro.



 

Este texto faz parte da minha participação na Caça ao tesouro, PalavraAsa

waau.ideias .

Muita grata a Dani Brandão por proporcionar 4 dias de muita inspiração e viagens ao passado com foco na criatividade.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo